APOIE NO CATARSE | A ilha das almas selvagens, clássico de HG Wells

APOIE NO CATARSE | A ilha das almas selvagens, clássico de HG Wells

 

PUBLI – A coleção Clássicos Vintage, da Editora Bandeirola, apresenta um dos romances definitivos da ficção científica e horror: A Ilha das Almas Selvagens (The Island of Doctor Moreau), clássico de HG Wells originalmente publicado em 1896.

Na trama, um náufrago resgatado do mar é levado a uma ilha em pleno Pacífico Sul, acompanhado do médico que o ajudou a se recuperar do acidente. Ele logo descobre que o lugar é habitado por estranhas criaturas, capazes de causar terror a qualquer um que se aproxime. A ilha é controlada pelo Doutor Moreau, médico especialista em experiências científicas com animais vivos.

Uma das questões provocadas pela história é a discussão ética no campo da ciência. A trama leva à reflexão sobre os limites da intervenção do homem na vida de outras criaturas, questionando interferências na dinâmica da própria evolução das espécies.

HG Wells é considerado um dos pais da ficção científica, e A Ilha das Almas Selvagens é um de seus livros mais discutidos. Passados 124 anos, a história mantém-se relevante e perturbadora nos dias de hoje.

 

O PROJETO

O livro é dedicado aos fãs de livros clássicos, colecionadores e entusiastas da ficção científica e horror. Vem com capa dura, 176 páginas e dimensão de 13,5 x 18, 5 cm, assim como eram lançadas as publicações no final do século 19.

A página de abertura traz uma ilustração do talentoso Roberto Rosa, artista que interpretou a história de HG Wells inspirado na pintura de Tarsila do Amaral. O projeto gráfico é de Thaís de Bruÿn Ferraz, com edição de Maria Angela Pontual e coordenação da editora Sandra Abrano. Na divulgação do projeto participam, além do Literatura Policial, Helena Dozz e Alexander Meireles da Silva, do @fantasticursos.

A previsão para envio dos livros e recompensas é setembro de 2020.

 

O PREFÁCIO

O prefácio é assinado pelo escritor, tradutor, antologista e compositor Bráulio Tavares, que interpretou com precisão a obra de HG Wells e o contexto da história à época em que o livro foi publicado.

Bráulio é um dos grandes especialistas em literatura fantástica e ficção científica no país, tendo participado de antologias, coletâneas de contos e ensaios. Como tradutor, é responsável pelas versões em português de A Máquina do Tempo (Alfaguara), de HG Wells, A Dama do Lago e O Longo Adeus (Alfaguara), de Raymond Chandler, entre outros.

Uma das recompensas aos apoiadores é a prévia do prefácio de A Ilha das Almas Selvagens, que será enviada por e-mail assim que a contribuição for confirmada.

 

A TRADUÇÃO

A primeira edição brasileira de A Ilha das Almas Selvagens é de 1935, com tradução de Monteiro Lobato. Esta primeira edição se aproximou da versão cinematográfica do livro, filme de 1932 que inspirou o título, com Bela Lugosi e Charles Laughton no elenco.

 

AS RECOMPENSAS

Apoiadores do projeto poderão escolher entre várias opções de recompensa, como ecobags, cartões-postais, fotos personalizadas, bookplates, marcadores de páginas e ainda a edição anterior da coleção Clássicos Vintage, com histórias selecionadas de terror escritas por Arthur Conan Doyle.

 

 

SOBRE O LIVRO

Título: A Ilha das Almas Selvagens – Coleção Clássicos Vintage
Autor: HG Wells
Tradução: Monteiro Lobato
Prefácio: Bráulio Tavares
Páginas: 176
Editora: Bandeirola
Apoie no Catarse

SINOPSE – A Ilha das Almas Selvagens apresenta a aventura de Edward Prendick, náufrago que vai parar em uma ilha isolada, onde estranhos experimentos são realizados pelo Dr Moreau. O livro é considerado um dos romances clássicos definitivos de ficção científica e horror, uma obra-prima de HG Wells.